Página 1
Padrão

Under Tribus 2, Todo Mundo por um Ideal: A arte!

Assim foi o Under Tribus reunindo pela segunda vez as “Tribus” que gostam de rock’n roll, dança, poesia, audiovisual e gente alternativa, integrando um conjunto de ações de um projeto maior chamado “Impulso” que tem promoção da Trupe Mandhala Fusion e apoio do Feira Coletivo Cultural.

O evento é uma oportunidade de intercambio entre artes e pessoas que normalmente estariam separadas cada um curtindo a sua “vibe” como se diz no jargão popular dos jovens da geração internet, mas a proposta transformou o espaço do Botekim Tematic Bar num grande encontro cultural no qual todos compartilharam da mesma energia em nome da cultura e da arte.

O evento foi aberto por uma exibição de curtas, seguido por recital de poesias, musica ao vivo, e apresentações de danças.

Para a bailarina da Trupe Mandhala Fusion Viviane Macedo, o evento atendeu às expectativas uma vez que a Trupe Mandhala também tem a intenção de formar público apreciador da arte de dançar e essa é a oportunidade criada para integrar pessoas que apreciam outras formas de arte a conhecerem o trabalho desenvolvido pelo grupo. “Nós precisamos levantar a bandeira da cultura” completou Viviane.

O músico e jornalista Cid Fiuza defende a bandeira dos músicos em sua cobertura para o site Página Sonora, mas reconhece que a fusão de outras linguagens no mesmo espaço reforça o público e fortalece o movimento.

Uma grande demonstração de compromisso e profissionalismo foi dado pela banda feirense “Casa de Vento” que tocou mesmo com o vocalista estando acometido por dengue sendo a mesma diagnosticada naquele mesmo dia pelo médico do músico. Mas isso não tirou o brilho da apresentação e renovou a credibilidade da banda com o público e com a música de Feira de Santana.

A Banda Lunata fez uma apresentação que agradou geral pelo repertório mesclado com musicas autorais e sucessos consagrados de artistas como: Mutantes, Amy WhineHouse, The Beatles entre outros e pela qualidade musical.

A vocalista Ju Moreira falou da satisfação de se apresentar em Feira visto que, aquele era o primeiro show da banda fora de Salvador. E parabenizou o Under pela mistura de público e artes e completou dizendo… “Salvador deveria ter eventos como esse…”

Fechando as apresentações musicais da noite a Banda Vanda Luz de Minas Gerais trouxe uma performance diferente intercalando músicas com imagens e mensagens de protesto às diversas alienações vendidas pelos veículos midiáticos tradicionais e situação vergonhosa que o mundo vive em esferas como a política, a fome, a guerra, a corrupção e demais mazelas sociais…

Eu o colunista costumo pensar em uma festa com visão global, ou seja, a festa começa a partir de quando se tem a primeira idéia, e o restante são etapas vencidas e executadas até se chegar à concepção da mesma, mas uma festa, evento ou atividade não acaba ao final do que estava programado no script, ela geralmente continua existindo em outra esfera. Uma vez que, enquanto se fala, se reporta, ou se sente saudades o evento continua existindo… Ou alguém arrisca dizer que o Woodstock acabou, que o Rock in Rio de 1985 teve realmente fim, ou mesmo que a nossa Micareta vai desaparecer da lembrança e da alma do povo feirense. Pois bem, diante disso acabou uma das fazes do Under Tribus e todo mundo corre para as redes sociais para ver fotos, fazer comentários e também estreitar contatos, separamos alguns comentários postados na rede social:

Luh Almeida: – “eu gostei de ver as novas e inspiradas coreografias da Trupe Mandala Fusion, gostei muito da energia dos meninos (e menina) que dançaram street dance e me surpreendi com o som/protesto da banda Vandaluz! [ahhh eu gostei de tudo hahaha]”

Venus Carvalho: – “um evento lindo, bem produzido e muito rico. geralmente a maioria das pessoas vêem eventos de arte como uma coisa chata ou cansativa, o Under Tribos e todos que fizeram acontecer confirmaram que arte e cultura pode sim ser divertido e não algo para poucos com braços cruzados e mão no queixo. novamente parabéns pela iniciativa!”

Lyara Brito: – Obrigada a minhas queridas amigas Mari, Vika e Dea por dar vida a Trupe Mandhala, Obrigada ao pessoal do Feira Coletivo, beijos especiais para Joilson Santos, Leidi Kitai, Luh Almeida, Meninos da banda Casa de Vento, Marcus da Luz, Botekim Tematic, as bandas Lunata, e Vandaluz e todossss que estiveram presentes e fizeram do Under Tribus II edição um sucessão. Estou orgulhosa por demais!!!!”

Viviane Macedo: – Gostei de ver a galera curtindo o evento!!! Isso, sem contar as bandas muuuito boas!”

Lyara Brito: – Eu achei o evento maravilhoso, com uma qualidade de atrações impecavel, na dança e na música, decoração o espaço do bar para as apresentações, tudoo, isso mostra que a cada ano vamos desenvolvendo um trabalhado cuidadosamente mais bem feito, alem de que tínhamos um publico lá na noite, que foram para assistir a Trupe, ou seja, já estamos formando nosso publico uhuuuuuu”

Fernanda Matos: – O Under Tribus II foi lindo demais!!! Curtas, poesia, dança, música…. Espero que venham muitos outros^^ Parabéns a todos os artistas, ao pessoal do Feira Coletivo e todo mundo que de alguma forma contribuiu pro sucesso do evento=) Ahhh, parabéns também pela decoração, estava perfeita;D

Viviane Macedo: ADooooro

Emerson Azevedo: A vontade de fazer as coisas acontecerem aliados a pessoas competentes e parceiros comprometidos resulta em sucesso… Parabéns a todos participantes e apoiadores desse projeto que eu tenho certeza vai ganhar maiores proporções…

Emerson Azevedo:, com certeza o evento será cada vez maior e melhor o/

Carmem Silva: Parabéns meninas,foi muito bom.
Carmem Silva: Muito brilho, como sempre
Carmem Silva: Muito obrigada pelo apoio,no III ENCONTRO DA MULHER NEGRA 1000BEIJOSSSSSSSSS. SORTE SEMPRE

Programa Ponto A Ponto: PARABÉNS À CULTURA DE FEIRA DE SANTANA QUE TEM CRESCIDO GRAÇAS A AÇÕES E EVENTOS COMO ESSE – UNDER TRIBUS !!!

Terra de Lucas: O Portal Terra de Lucas esteve presente apoiando mais essa manifestação cultural de Feira de Santana e está parabenizando a todos os organizadores (as), parceiros, incentivadores, público presente e demais pessoas que trabalharam para que ele acontecesse… Nossos sinceros votos de SUCESSO SEMPRE… E contem sempre com o Portal de Cultura de Feira de Santana – Terra de Lucas !!!

Mary Figuerêdo Anairam Strix: É isso aí…graças a todos vocês que de tudo certo. ^^

Lyara Brito: Com certeza, a união sempre fará a força!!

Botekim Tematic: O Botekim Tematic está aberto a essas parcerias.

Fernanda Matos: Foi tudo muito lindo^^ Nós(falo em nome do público) que agradecemos por mais essa oportunidade de apreciar a arte em suas diversas vertentes… E que venham os próximos!!!!!

Lyara Brito: Obrigada a minhas queridas amigas Mari, Vika e Dea por dar vida a Trupe Mandhala, Obrigada ao pessoal do Feira Coletivo, beijos especiais para Joilson Santos, Leidi Kitai, Luh Almeida, Meninos da banda Casa de Vento, Marcus da Luz, Botekim Tematic, as bandas Lunata, e Vandaluz e todossss que estiveram presentes e fizeram do Under Tribus II edição um sucessão. Estou orgulhosa por demais!!!!

Mary Figuerêdo Anairam Strix: – “Como uma das organizadoras do evento, eu estou muito satisfeita pq estamos a cada evento conseguindo cumprir nosso ideal no projeto impulso, de proporcionar ao público uma interação entre diversas formas de expressão artística. O público tem respondido bem aos eventos da Trupe, mesmo que ainda com poucos eventos já temos uma galera que já tá acompanhando o trabalho.

As parcerias estão mais facilitadas, à medida que vamos demonstrando nossa força de vontade em fazer eventos bons que tenham um diferencial. E isso nos dá ainda mais força para continuarmos neste caminho de divulgar a dança, que não é tão fácil.

Fazer parte do Feira Coletivo Cultural é um fator positivo também pois estamos ampliando nossas possibilidades de parcerias e de produção de eventos também.

Da parte da dança, tem a galera que já é super parceira nossa, como a Academia Arte de Dançar, Jefi Akenaton que participaram desta 2ª edição e outros como Carmen Silva, André Suzarte, Mhary Falcão que não puderam participar da 2ª edição mas estão sempre presente nos eventos, seja se apresentando ou dando seu apoio.

E tem os recém chegados da dança como o João Victor, Grupo Urban Style e a Shanna Lobo que conhecemos recentemente e são talentosíssimos. Esperamos que sejam parcerias duráveis também, pois tem tudo para dar certo.

Outra atração que foi muito legal foi o recital de poemas com Ederval Fernandes da Coleção Nova Letra e a exibição de Curtas com Marcio Junqueira. Teve curta relacionado à dança, e o recital trouxe a beleza da poesia que o Ederval faz. Teve atração para todo gosto.

E eu espero que o pessoal que foi ao evento tenha curtido toda essa interação. Ano que vem tem mais galera o/”

Acesse e veja a cobertura fotográfica:
http://www.terradelucas.com.br/emerson-azevedo-observac-es-culturais/under-tribus-ii-todo-mundo-por-um-ideal-a-arte

Escrito por Emerson Azevedo

Padrão

Vandaluz Mostra Espetáculo Único no Under Tribus


O grupo Vandaluz surgiu em Patos de Minas (MG) impulsionado pelo desejo de livre expressão, produzindo um rock performático repleto de psicodelia e influências setentistas da música popular brasileira. Desde quando foi lançado o primeiro álbum de estúdio, intitulado Ascende (2007), são muitas as participações em festivais importantes, como as edições do Grito Rock realizadas em Belo Horizonte, Uberlândia, Itabirito, Cuiabá, Brasília, Poços de Caldas, São Carlos e a própria cidade natal.
Em 2011, a banda dá continuidade ao ritmo de shows ao se lançar em uma turnê chamada “Afago a Fogo”. A excursão começa em território local e passa por dez municípios nordestinos – incluindo Feira de Santana, onde o espetáculo poético, musical e teatral promete fazer sucesso com seu estilo diversificado e de linguagens convergentes. Ouvir o que fica disponível no MySpace, por exemplo, certamente não é garantia de conhecer as dimensões da apresentação ao vivo.

Em meio à boa quantidade de canções autorais, “Lucidez” (para a qual foi gravado um videoclipe recentemente) e “Teoria” costumam atrair as plateias à proporção que representam a mistura dos mineiros. Algumas das características mais perceptíveis estão nos versos pouco usuais, vocais propositalmente desregrados, instrumental atualizado e ao mesmo tempo saudosista, ou seja, em processo de releitura.
Vandaluz é formado por Lucas de Paula (guitarra e vocal), Cassim Amperes (voz e gaita), Vane Pimentel (voz e poemas), Alan Delay (baixo) e Ciro Nunes (bateria, flauta, samplers e vocal). Sem abrir mão de uma atitude poética nos palcos, muito menos da musicalidade que independe do lado visual, o quinteto avesso a rótulos se apresenta na segunda edição do Under Tribus, marcada para o dia 24 de julho, às 17h, no Botekim Tematic Bar. Ao que tudo indica, será uma experiência única.
Texto por Ana Clara Teixeira – Feira Coletivo Cultural

Padrão

Under Tribus 2 tá Chegando!


Dia 24 de julho (domingo) acontecerá a segunda edição do Under Tribus, a mistura inusitada que virou sucesso. Dança, Música, Poesia e Artes Visuais vão se encontrar no mesmo palco, animando o domingo.
Realizado pela Trupe Mandhala Fusion, grupo experimental de Dança Étnica Contemporânea e pelo Feira Coletivo Cultural, o Under Tribus faz parte do Projeto Impulso, que visa demonstrar como a dança pode interagir com diversas formas de expressão artística.

Programação

Bandas

Casa de Vento (Feira de Santana)
Lunata (Salvador)
Vandaluz (Minas Gerais)

Dança
Trupe Mandhala Fusion – Dança Étnica Contemporânea
Academia Arte de Dançar – Ballet Moderno
Jefi Akenaton – Funceb – Dança Contemporânea
João Victor – Dança Afro
Shanna Lobo – Fusões
Bruno Lil Rox – Street Dance
Grupo Urban Style – Street Dance

E mais
Exibição de Curtas com Márcio Junqueira
Recital Poético Coleção Nova Letra – Ederval Fernandes
Expositores: Leiti Kitai Ateliê Tribal | Banquinha Fora do Eixo

UNDER TRIBUS
Dia 24/07/11 | 17 horas | Botekim Tematic Bar – Av. João Durval Carneiro
Ingresso: R$ 10,00 (Loja Dance Shopping das Fábricas, Botekim e com a Trupe Mandhala)

Padrão

Turnê da Banda Vandaluz passa por Feira em Julho

Em julho, a banda mineira de Patos de Minas, Vandaluz, fará sua primeira turnê de 2011, que iniciará em Minas Gerais e vai até o Nordeste, onde se apresentará em dez cidades.
A turnê intitulada Afago a Fogo, mostra uma banda marcada por seu show performático e com expressiva dramaticidade, mesclando atitudes críticas com a irreverência de “pop star”, segundo descreve a própria banda.

CONHEÇA A VANDALUZ

A música brasileira tem um jeito peculiar de ser recriada, parte do todo, se mistura na MPB, e acaba sendo sempre música brasileira. Sua arte mescla uma ginga sem igual, embebe-se na poesia, e liricamente se dispõe com humor e bravura para o dia-a-dia dos músicos e do público.

De forma diver¬tida e poética, Vandaluz nasceu de conteúdo livre e crítico, valores que a banda acredita serem indispensáveis para a satisfação de sua arte. Com uma maneira par¬ticular de ver a música brasileira, a banda conduz seu trabalho de apelo reflexivo na intenção de estimular a liberdade de fazer arte com alegria e com responsabili¬dade.

Seu show é uma performance, com figurinos variados beirando as artes dramáticas dos palcos, mesclando atitude crítica com irreverência pop star. O poeta Vane conduz os músicos irmãos que compartilham o palco itinerante pelo mundo como se fosse uma van de luminosidade.

No trajeto, gravações e mais de uma centena de shows referentes ao primeiro CD, gravado no final de 2007, intitulado “Ascende”. A partir de então Vandaluz levou sua luz coletiva a várias cidades do Brasil, em festivais como: Jambolada 2007 e 2008 (Uberlândia); Projeto Geringonça Sesc Tijuca (Rio de Janeiro – 2008); Demo Sul 2008 (Londrina), Festival integrado Grito Rock América do Sul.

Em 2010 lançou seu primeiro vídeo clipe, intitulado Lucidez, veiculado na programação da “MTV”. Recentemente ganhou o prêmio PNUD em parceria com a ONU “Valores Fora do Eixo”, com a música Teoria.

A banda é formada por: Lucas de Paula (guitarra e vocal), Vane Pimentel (voz e poemas), Alan Delay (baixo) e Ciro Nunes (bateria, flauta, samplers e vocal).

Uma grande sonoridade construída na poética dos profissionais da música apresentada em corpo teatral – seja o palco que for. Uma garantia de abstrair a mente, tirando os pés do chão, sem perder a sanidade.

E essa grande banda vai trazer a sua turnê “Afago a Fogo” para Feira de Santana.

O QUE? Under Tribus
QUANDO? 24/07
ONDE? Botekim Tematic Bar
HORÁRIO 17h
Padrão

Under Tribus – Dança e Rock em um só Lugar

Dia 27 de fevereiro (domingo) acontecerá o Under Tribus, evento realizado pela Trupe Mandhala Fusion, grupo experimental de Dança Étnica Contemporânea composto pelas bailarinas Lyara Alika, Andrea Farias, Mariana Figuerêdo e Viviane Macedo.
O Under Tribus é a primeira parte do Projeto Impulso, iniciativa da Trupe Mandhala que visa demonstrar, através de eventos diversos ao longo do ano, como a dança pode interagir e dialogar com diversas formas de expressão artística.
O evento será no Antiquário Pub, a partir das 16 horas e contará com apresentação da Trupe Mandhala Fusion (Dança Tribal), Mhary Falcão e Jefi Akenaton (UFBA/FUNCEB – Dança Contemporânea), Aline Brito (Academia Arte de Dançar – Ballet Moderno). E ainda terá a presença das bandas Cidadão Dissidente (Rock Nacional anos 80), Zeppelin’s Rock (Cover Led Zeppelin) e Ànanda (Rock alternativo – cover Paramore, Evanescence, entre outras).
Venha participar deste evento e mostre que você apóia a diversidade cultural.

UNDER TRIBUS
Dia 27/02/11 | 16 horas | Antiquário Pub – Rua General Mendes Pereira, 202 – Ponto Central (próx. ao Jaime do Pastel)
Ingresso: R$ 8,00 (antecipado na Loja Dance – Shopping das Fábricas, com a Trupe Mandhala e com as bandas) e R$ 10,00 (no local).
ATRAÇÕES:
Dança – Trupe Mandhala Fusion, Mhari Falcão, Jefi Akenaton, Aline Brito
Bandas – Ànanda, Cidadão Dissidente e Zeppelin’s Rock
Stand – Leidi Kitai Ateliê Tribal

APOIO CULTURAL:
Antiquário Pub, Loja Dance, Formato Comunicação, Leidi Kitai Ateliê Tribal, Academia Arte de Dançar, Academia Sport Life,Tonny’s Impressos, ACAA – Associação e Centro de Apoio ao Adolescente