Página 1
Sexta Black
Padrão

Sexta Black traz a diversidade do hip-hop e da música jamaicana

Sexta Bla

No dia 7 de novembro, a Produtora Pega Visão e o Feira Coletivo vão realizar mais uma edição da Sexta Black, com apoio das lojas Caps Store e Paradise in Surf. O evento, como o nome já diz, existe para divulgar os artistas que se voltam para a música negra na nossa região, contribuindo para profissionalizá-los cada vez mais. É, além de tudo, um verdadeiro show de ritmos, imperdível para o público que está sempre em busca das novidades que o cenário alternativo pode oferecer.

O talento do veterano Vandal, rapper de Salvador, é uma dessas boas novas que vamos poder conferir ao vivo. Ele começou há cerca de uma década, se apresentando em festas e mutirões, e nunca abandonou o grafite, arte que é um complemento para suas rimas. No momento, está divulgando a mistura sonora de TIPOH LAZH VEGAZH, seu trabalho a ser lançado em breve, cujo repertório é inspirado até mesmo na música baiana.

As outras atrações solo são MC MacGyver e MC DoisAs. O primeiro é de Feira de Santana, vem atuando bastante nos últimos dois anos e pretende lançar sua mixtape Prelúdio. O segundo representa a cena hip hop de Cruz das Almas e está preparando oito faixas para seu futuro EP, Baralho Marcado. São artistas jovens, mas já com boa vivência, composições de qualidade, desenvoltura e direcionamento sólido. Com certeza, estão prontos para surpreender a plateia.

O duo feirense Roça Sound System, que já possui tradição na cidade por transformar o dia-a-dia em arte, vai novamente nos brindar com sua mescla de reggae, dub, rap e vários outros sons. E como não poderia faltar a dança, forma de expressão tão importante para a cultura hip-hop, teremos também a apresentação do grupo local LBA Anonymous B Boys.

 

O QUÊ: Sexta Black

ATRAÇÕES: Vandal, MC MacGyver, MC DoiAs, Roça Sound, LBA Anonymous

ONDE: Offsina Music Lounge| Rua Sabino Silva, 81 – Centro, Feira de Santana (BA)

QUANDO: 07/11/2014, sexta-feira, às 21 horas

QUANTO: R$ 10,00

facebook
Padrão

[Grito Rock] Abertas inscrições para Oficinas Gratuitas

Nesta edição do Grito Rock Feira de Santana, o Feira Coletivo vai ampliar as ações oferecendo Oficinas Gratuitas para a comunidade.

Serão 3 oficinas, de Fotografia, Cinema e Dança, que acontecerão no CUCA – Centro Universitário de Cultura e Arte, no dia 22 de março, próximo sábado, das 8h às 12h. Os alunos inscritos receberão certificado de 4h de participação.

Atenção: as três oficinas irão acontecer ao mesmo tempo no mesmo horário, então só é possível se inscrever em uma oficina.

Esta ação vai encerrar as atividades do Grito Rock Feira de Santana 2014. Participe!

Saiba mais sobre as oficinas e os professores:

* (INSCRIÇÕES ENCERRADAS)

Oficina Cinema

 

OFICINA DE HISTÓRIA DO CINEMA

Prof. Alan Magalhães

Através de uma análise do filme ‘A invenção de Hugo Cabret’, o prof. abordará todas as fases das descobertas que levaram a criação do cinema como conhecemos.

Sobre o professor

Alan Magalhães é graduando em Cinema na UFRB, com formação técnica em design gráfico. Atualmente é sócio na Apronto Comunicação e proprietário da Camguru Filmes. Atua no mercado desde de 2004, onde começou como produtor e editor em agências de publicidade foi produtor na Mérito Comunicação e produtor e editor na ZAZ Comunicação. Trabalhando com filmagem também em alguns eventos, fez vídeos ligados a moda, documentários institucionais (a exemplo da Faculdade UNEF) e possui um foco voltado para artistas feirenses, já tendo feito vídeos para os artistas: Paulo Costa, Trupe Mandhala, Diabo A4 Editora, Clube de Patifes, Novelta, entre outros. Atua de forma colaborativa no Feira Coletivo Cultural, experimentando, aprendendo e passando adiante um pouco de sua experiência.

 

Oficina Fotografia

 

OFICINA DE FORMAÇÃO EM FOTOGRAFIA DIGITAL

Prof. Pedro Henrique Caldas

Antes de adquirir uma câmera digital é importante você tomar algumas decisões e fazer algumas análises a respeito das suas expectativas como fotógrafo.

Nesta oficina serão analisadas os tipos de câmeras bem como suas características e funções e o melhor custo/benefício para adquirir sua câmera, ou entender melhor a câmera que já possui, explorando totalmente seu potencial.

Sobre o Professor

Pedro Henrique Caldas tem 28 anos e desde 2009 usa a fotografia como arte para se expressar, atuando principalmente na área cultura de Feira de Santana pelo Feira Coletivo Cultural. Tem formação em Fotografia pelas Oficinas do CUCA-UEFS e LABFOTO-UFBA.

 

 

Oficina Dança DPR_n

 

 

OFICINA DE DANÇAS POPULARES REGIONAIS

Profª Lyara Brito

O foco da Oficina será o trabalho coreográfico com algumas manifestações de danças populares Brasileiras.

*Maracatu – Um ritmo musical com dança típica da região pernambucana. Reúne uma interessante mistura de elementos culturais afro-brasileiros, indígenas e europeus, possui uma forte característica religiosa. Os bailarinos representam personagens históricos (duques, duquesas, embaixadores, reis e rainha) em um cortejo que é acompanhado por uma banda com instrumentos de percussão.

*Baião – Típica da região do Nordeste, a dança ocorre em pares com movimentos parecidos com o forró.

*Catira – Conhecida também como cateretê é uma dança caracterizada pelos passos, batidas de pés e palmas dos dançarinos. Típica da região interior dos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

*Ciranda – é um tipo de dança e música de Pernambuco, originada no nordeste mais precisamente em Itamaracá pelas mulheres de pescadores que cantavam e dançavam esperando a volta deles do mar.

*Frevo – Espécie de marchinha muito acelerada, não possui letra e os bailarinos usam geralmente um pequeno guarda-chuva colorido como elemento coreográfico.

Sobre a professora

Antonia Lyara Brito é estudante de Filosofia pela Universidade Estadual de Feira de Santana e Dança pela Funceb. É bailarina e coreógrafa da Trupe Mandhala e também umas de suas fundadoras, bailarina intérprete da Cia. Denys Silva do BTCA/Extensão e fez parte da extinta Trupe Yonah primeiro grupo de dança Tribal da cidade de Feira de Santana-BA.
Lecionou na Academia Earte, Academia Arte de Dançar, Sport Life e em alguns colégios da rede estadual e municipal pelo Projeto Mais Educação que leva artes integradas para os alunos. Tem como trabalho de pesquisa as fusões entre danças orientais e outras hibridações, usando como principais inspirações as Danças Populares Regionais, danças de rua, dança contemporânea, ragga, azonto.

_________________________________________________

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

Fotografia Digital: http://bit.ly/1qMkBoJ 

História do Cinema: http://bit.ly/1iWxPdi

Danças Populares Regionais: http://bit.ly/1lIuiB3

NFdE
Padrão

Uma Noite Fora do Eixo e com muita distorção

NFdE

Dia 29 de março, sexta-feira de feriadão, o Feira Coletivo convida o público pra espantar a maresia depois do caruru na casa de vovó com arte subversiva na primeira Noite Fora do Eixo de 2013, que vai acontecer no Offsina Music Lounge. A receita é cheia de más intenções (no melhor dos sentidos!): rock’n’roll com as bandas Novelta (FSA), Monster Coyote (RN) e Inventura (Alagoinhas), relançamento da antologia de poesia erótica “Delícias, Delírios e Danações” da DiaboA4 Editora, além de performance especial e apimentada da Trupe Mandhala.
A banda feirense Novelta insere o cotidiano nordestino em suas composições, assim como Gonzaga e Dominguinhos, mas o arrasta-pé passa longe do som dos caras, o negócio deles é Stoner Rock sujo e mal-encarado. Outra que não está na cena pra suavizar é a Monster Coyote, Sludge/Stoner Metal de Mossoró (RN) que carrega todo peso do estilo tanto nas letras quanto na guitarra carregada de fuzz, no baixo com grave levado a sério e na bateria tocada sem pena de tímpanos desavisados. Quem também vai direto ao assunto nesse tal de rock’n’roll é a Inventura, power trio de Alagoinhas que foi um dos destaques do Grito Rock’13 e vem de novo porque percebeu que aqui em Feira o bicho pega de verdade!
A DiaboA4 Editora não pede licença pra ser poética, chegou chutando a porta com sua primeira publicação “Delícias, Delírios e Danações”, a invasão dos novos poetas foi tão bem aceita que a antologia vai ser relançada. Pra completar a noite, o pezinho do Feira Coletivo na dança, a Trupe Mandhala, preparou uma performance especial pro evento. E aproveite os intervalos pra passar na Banquinha, ela vai estar lá, descoladíssima como sempre!

Serviço:

O quê: Noite Fora do Eixo
Quando: 29/03 | 20h
Onde: Offsina Music Lounge – Rua Sabino Silva, 81 – Centro / Feira de Santana
Quanto: R$ 10 (ingressos na portaria)
Confirme presença: http://goo.gl/WQD3L

 

 

 

LdeC Feira
Padrão

Coletivo de Dança Contemporânea de Juazeiro realiza atividades gratuitas em Feira de Santana

LdeC Feira-02-02

O 1º Liquidificador de Corpos consiste em uma mostra de Dança Contemporânea, onde dois coletivos (Coletivo Trippé e Coletivo InComum) se encontram para expor as suas mais novas criações e experimentos cênicos. Um misto de linguagens e processos diversificados, como uma vitamina de ideias que unem em uma só noite as mais diferentes temáticas, trazendo a cena uma reflexão sobre o que se faz na dança contemporânea do Norte baiano.

ATIVIDADES GRATUITAS

Intervenção Urbana – Praça de Alimentação – às 17h
Mostra Coreográfica – Teatro da CDL às 20h

Oficina – CDL – das 14h às 16h

Confirme sua presença enviando seu nome completo para o e-mail trupemandhala@yahoo.com.br

 

FICHA TÉCNICA
Coordenador geral: Adriano Alves
Produtora executiva: Nilzete Miranda
Produtora do Trippé: Regiane Nascimento
Produção em Feira de Santana: Trupe Mandhala e Feira Coletivo

Intercenas FSA
Padrão

‘Intercenas Musicais’ promove circulação de artistas baianos em seis cidades do estado e duas capitais brasileiras

Intercenas FSA

Shows têm início neste final de semana, com apresentações em Juazeiro (sexta-feira, 11) e Feira de Santana (sábado, 12); Salvador, Cachoeira, Itabuna e Vitória da Conquista, além de São Paulo e Florianópolis, também recebem atrações do projeto

O Programa Conexão Vivo apresenta o segundo ano do Intercenas Musicais, projeto que promove a circulação de artistas baianos dentro e fora do estado, por meio da realização de eventos e mini-turnês.

Nesta edição, serão realizados 33 shows em 12 datas entre os meses de janeiro e fevereiro de 2013, passando por seis cidades baianas (Cachoeira, Feira de Santana, Itabuna, Juazeiro, Salvador e Vitória da Conquista) e duas capitais brasileiras (São Paulo e Florianópolis). As apresentações fomentam encontros entre artistas locais e visitantes, numa troca de experiências nos diferentes públicos de cada uma das atrações.

O Intercenas Musicais abre sua programação já neste final de semana, quando as cidades de Juazeiro e Feira de Santana recebem os primeiros shows desta extensa movimentação cultural promovida pelo projeto.

Feira de Santana entra na programação do Intercenas no sábado, 12, com shows das bandas Cascadura, Escola Pública e Clube de Patifes, além da cantora Josy Lelis, no Centro de Cultura Amélia Amorim. As apresentações nas duas cidades começam às 21 horas e custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Entre as outras cidades que recebem o Intercenas Musicais, já estão definidas as datas das apresentações em Itabuna (18 de janeiro, sexta-feira), Vitória da Conquista (19 de janeiro, sábado) e Cachoeira (21 de janeiro, segunda-feira). Salvador receberá cinco edições com apresentações do projeto, com datas e atrações a serem divulgadas. Maiores informações sobre as atrações nas outras cidades podem ser encontradas no site da produtora do evento (www.maquinarioproducoes.com.br), além da página do evento no Facebook (http://www.facebook.com/intercenasmusicais).

SERVIÇO: Abertura do Intercenas Musicais – Ano II.

Datas: dias 11 (sexta) e 12 (sábado) de janeiro.

Locais: Centro de Cultura João Gilberto (Juazeiro) e Centro de Cultura Amélia Amorim (Feira de Santana).

Programação:

Juazeiro – Dia 11/01 (sexta), 21h: Maglore, Clube de Patifes e Alisson Menezes.

Feira de Santana – 12/01 (sábado), 21h: Cascadura, Escola Pública, Clube de Patifes e Josy Lelis.

*Juazeiro – Dia 12/01 (sábado), 21h: Andranjos, Radio Mundi e o cantor Márcio Mello.

*O show do dia 12 em Juazeiro não faz parte do Intercenas Musicais, mas também integra a programação do projeto Conexão Vivo.

Patrocínio: O Intercenas Musicais – Ano II é patrocinado pela empresa Vivo, por meio do programa Conexão Vivo, através da lei de incentivo fiscal FazCultura, do Governo do Estado da Bahia.

Realização e produção: Maquinário Produções.

Site oficial: www.maquinarioproducoes.com.br

Twitter: www.twitter.com/maquinarioprod

Facebook: www.facebook.com/maquinarioproducoes

 

 

485083_374366499319807_256841181_n
Padrão

Senzalada segue firme e forte pra sua 8ª edição

“Começamos com as próprias pernas, e mesmo que estivéssemos amputados, não perderíamos o sonho de ser velocistas.”

Realizada desde 2001 pelo Coletivo Senzala, a Senzalada pode ser inserida no calendário anual de eventos culturais mais importantes de Feira de Santana. A programação de 2012 acontece de 27 a 30 novembro e inclui oficinas, dança, música, teatro e cinema. A edição deste ano tem o tom especial de ser um retorno às origens, pois, assim como no primeiro ano de Senzalada, o festival está sendo feito de forma totalmente independente e promete manter a sua tradição de ser um espaço difusor de arte e cultura. Confira a programação completa:

27/11 (terça)

8h – Abertura – “Senzalagem arte contemporânea”
Debate – ” Senzala, o recomeço: por quê?”
14h – Tarde de oficinas: Reciclagem (Gia), Poesia (Diabo A4 Editora) e Chacartes (Chacal)

Noite
18h – Cine-Senzala com o documentário “O Veneno Está na Mesa”
20h – Sarau Lírico
Tony Maro e os Cabeças de Saco
Folha Verde
Pisa no Movimento
Forró do Cháxo

28/11 (quarta)
8h – Arte Contemporânea
10h – Esteira Redonda: Debate à questão canábica
14h – Tarde de Oficinas: Agroecologia (Gia), Artes Macrocósmicas (Jeykson), Forno a lenha (Jorge Rasta) e Teatro (Marcelo Silva)

Noite
18h – Cine-Senzala : Panteras Negras
Teatro: Anastácias
20h – Trio Bolodório
Salmo XX
Magdalene and the Rock and Roll Explosion
Jam Session

29/11 (quinta)
8h – Arte Contemporânea
10h – Esteira Redonda: “Nennuefs Debate”
14h – Tarde de Oficinas: Slackline (Léo Pit, Lerau, Tito), Percussão (Bel, Band e Jorge R) e Teatro (Marcelo Silva)

Noite
18h – Cine-Senzala: ROCKERS
20h – C9
Tangerina Jones
The Dons
Roça Sound

30/11 (sexta)
8h – Arte Contemporânea
10h – Esteira Redonda: Literatura marginal e música para os compositores da Terra de Lucas
14h – Tarde de Oficinas: Pulveografia, Audição de Discos e Dança-Afro (Jefferson Akenaton)

Noite
18h – Cine-Senzala convida : O diretor Chico Oliveira (A Vingança de um Motoboy)
20h – Dança: Teatro Senzala, Soprocos (Contemporânea), Trupe Mandhala (Tribal-Contemporânea), Hunter Crew (Street Dance).
Música:
Uyatá Rayra e a Ira de Rá
Zelvis
Filhos de Seu Zeh
Banda da Senzala
DJs: Don Maths, Don Guto, Hanuman, Seth e Orbital.

O quê: Senzalada
Quando: de 27 a 30/11
Onde: UEFS
Quanto: entrada franca

 

 

664796_132955593521695_698085276_o
Padrão

Mega Encontro de Cultura Alternativa reúne mais de 60 atrações no Amélio Amorim

MECA – Mega Encontro de Cultura Alternativa. Dias 17 e 18 de novembro, das 12 as 20 horas no Centro de Cultura Amélio Amorim!

Como o próprio nome já diz, o MECA não é um novo evento, mas sim uma reunião dos grandes festivais alternativos da cidade. Já pensou o Anihime, Game-Con Bahia, Feira Coletivo, Geek Fest… Tudo isso junto em um só local?
A proposta é criar uma “Cidade Alternativa”, criando um verdadeiro caldeirão de alegria! Serão dois dias de muita música, entretenimento, palestras, teatro, dança Earte, tudo isso estrategicamente espalhado, preenchendo todo o espaço disponível, que será divido entre palcos, estandes e outros ambientes montados. Dessa forma, a mistura será novamente a tônica do palco central, proporcionando grandes encontros entre artistas de estilos variados.

Horário completo:

Sábado
12:00 – Abertura da arena Anihime
12:00 – Abertura da arena Slackline
12:00 – Abertura da arena Game-Con
12:00 – Abertura da arena Swordplay
12:00 – Abertura da arena Magic Fsa
14:00 – Torneio SSF4 Games
Palco Alternativo
14:00 – The Red Martinis (J-Rock)
15:00 – Desfile Harajuku
15:30 – Anihime Show
17:00 – Adestradores (Indie)
18:00 – Unidade de Guerrilha (Rap)
19:00 – Boate do PopLike! a ‘K-Pop Base
Palco Principal
14:00 – Insert a Coin (Indie)
15:00 – Grupo de dança Hunter
15:10 – Canalhas Rock (Rock and Roll)
16:10 – The History Death Kids Mather Fuck to Hell (Antiga Veniam – HardCore)
16:30 – Born of Desire (MetalCore)
17:10 – No Off (PopRock)
18:10 – Violência Suburbana (Punk)
19:10 – Metal War (Metal)

Domingo
12:00 – Abertura da arena Anihime
12:00 – Abertura da arena Slackline
12:00 – Abertura da arena Game-Con
12:00 – Abertura da arena Swordplay
12:00 – Abertura da arena Magic Fsa
14:00 – Torneio UN3 Games
14:00 – Torneio de Swordplay
14:00 – Torneio de Magic
Palco Alternativo
14:30 – Painel sobre adaptação de quadrinho para o cinema com Jorge Monteiro
15:00 – Lithium (Pop Rock)
16:00 – Dança com Yasmi e Pietra
16:20 – Eutimia (Grunge)
17:30 – Batalha de Rap com o grupo Codigo Urbano
18:00 – DJ Ako
Palco Principal
13:30 –
14:30 – Grupo de dança Diamod
14:40 – For Back to The Clasc (Rock and Roll)
15:40 – Grupo de dança InFlame
15:50 – Grupo de dança Kiken
16:00 – Desfile Cosplay
16:30 – Grupo de dança Trupe Mandhala
16:40 – Random Kai (J-Rock)
17:40 – Apresentação do Conselho Jedi Bahia
18:30 – Magdalene (Rock and Roll)
19:30 – Goddamn Electric (Pantera cover)

E mais: Exposição de Moda, Stands Especializados…

Fonte: produção do evento
282983_464191983594029_816425414_n
Padrão

Bailares começa oficialmente neste sábado

Os primeiros workshops do Bailares vão acontecer neste fim de semana no Maestro Miro. Sábado acontecerá o workshop de Dança Afro com a professora Carmem Silva, das 15h às 17h, e domingo é a vez da aula de street dance em duas turmas, das 14h às 16h e das 16h às 18h, com o professor Renato Brandees.

Cerca de 130 pessoas se inscreveram para as primeiras aulas que fazem a abertura do evento Bailares, que está sendo promovido pela Trupe Mandhala através do apoio institucional do Calendário das Artes, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

As inscrições para os workshops estão acontecendo por etapas, e a próxima será aberta no dia 16/07 (segunda-feira), possibilitando as inscrições para as aulas de Expressão Corporal com a professora Mitsuyana Matsuno e de Danças Populares Regionais com os professores Lyara Brito e Júlio Silva, a serem ministrados nos dias 21 e 22 de julho. Além destas, haverá ainda mais 10 workshops que serão realizados durante julho e agosto, sempre aos finais de semana.

Acesse http://bailaresfsa.blogspot.com.br e fique por dentro do evento mais dançante de Feira de Santana.

Cartaz geral
Padrão

Conheça o Bailares, o evento mais dançante de Feira de Santana

 

A Trupe Mandhala, grupo experimental de Dança Étnica Contemporânea, e Ponto de Linguagem da Dança no Feira Coletivo Cultural, realiza o evento Bailares, uma iniciativa única com o intuito de promover a dança em nossa cidade, divulgar o trabalho de bailarinos independentes e proporcionar ao público em geral o contato e qualificação em diversos tipos de dança.

Com uma programação variada de quase dois meses de duração, o Bailares contará com workshops, show e ação social. Os workshops serão inteiramente gratuitos e acontecerão nos meses de julho e agosto no Centro de Cultura Maestro Miro. As aulas terão vagas limitadas e as inscrições estão acontecendo por etapa através do site do evento.

Na programação dos workshops, o Bailares trará:

Indian Fusion – Bela Saffe (SSA)
Dança do Ventre – Fernanda Guerreiro (SSA)
Tribal Fusion – Joline Andrade (SSA)
Dança Contemporânea – Jeferson Akenaton (FSA)
Dança Tribal (iniciante) – Trupe Mandhala (FSA)
Dança Afro – Carmem Silva (FSA)
Dança de Salão – Saulo Rangel e Adrise Nogueira (FSA)
Ragga – Caroline Arcade (França)
Dança Kuduro – Edy Firenza (SSA)
Danças Populares Regionais – Lyara Brito (FSA) e Júlio Silva (SSA)
Expressão Corporal – Mitsuyana Matsuno (FSA)
Street Dance – Renato Torres Brandees (FSA)
Dança Moderna – Aline Brito (FSA)
Swing Baiano – Darlan Hilton (FSA)
Condicionamento Físico para Bailarinos e Introdução à Cinesiologia – Mari Falcão (FSA)

Além dos workshops, haverá também a realização de uma ação social com oficina e mostra de dança na Associação Comunitária e Centro de Apoio ao Adolescente localizado no Parque Lagoa do Subaé no final de agosto.

O encerramento do Bailares será com show de gala, com entrada franca, que acontecerá no dia 18 de agosto e contará com a apresentação dos professores dos workshops, e também com a presença de bailarinos de Vitória da Conquista, Morro do Chapéu, Serrinha, Cachoeira, Salvador e Feira de Santana, trazendo coreografias de diversos ritmos e estilos que vão entreter e encantar a todos.

Para saber todas as informações sobre o evento mais dançante da cidade, acesse e curta a página no facebook- www.facebook.com/Bailares e visite o site – bailaresfsa.blogspot.com.br

O projeto Bailares tem apoio do Calendário das Artes, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

O Bailares é para todos que têm amor à dança, que têm amor à arte. Sejam bem-vindos. O Bailares é de vocês!